MigraMiño começa com o trabalho de recuperação nas margens do rio Tea

MigraMiño começa com o trabalho de recuperação nas margens do rio Tea

A Xunta de Galicia concedeu o serviço de regeneração da floresta da margem do rio, eliminação da vegetação alienígena invasora e consolidação das margens da Zona Especial de Conservação (ZEC) do rio Tela à Properdis, Empresa de Insertion Labor S.L.

Este concurso foi reservado especificamente para centros de emprego especiais de empresas de iniciativa social e inserção trabalhista, de modo que o Ministério deseja apoiar a igualdade de oportunidades para grupos desfavorecidos.

A realização dessa atividade permitirá a recuperação ambiental de mais de 1,5 km da Ribera del Tela, afluente onde se reproduzem várias espécies de rios, como o salmão. Está planejado o plantio de uma mata ciliar com árvores frondosas nativas e a eliminação de espécies arbóreas nativas.

Esta é uma ação contemplada no projeto de cooperação transfronteiriça de Migramiñominho, que visa proteger e conservar o habitat fluvial do baixo Minho e, assim, contribuir para a melhoria de espécies migratórias como salmão, lampreia ou enguia. É co-financiado em 75% pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

As ações já começaram neste mês de janeiro com a antecipação de que a maior parte das ações ocorrerá nos meses sucessivos de 2020, uma vez que é o momento mais confortável para realizar as tarefas de plantio.