Atuações da Confederação Hidrográfica do Minho-Sil no rio Caselas

Atuações da Confederação Hidrográfica do Minho-Sil no rio Caselas

 

As atuações do projeto POCTEP Migra Miño-Minho seguem avançando, durante a primeira quinzena do mês de agosto, a Confederação Hidrográfica Minho-Sil (CHMS) realizou atuações nos obstáculos objeto deste Projeto.

O objetivo destas, é melhorar a proteção e a gestão sustentável do espaço natural de fronteira que conforma a subbacia internacional do rio Minho, a CHMS executou as obras para a permeabilización e eliminação de obstáculos no rio Caselas ao seu passo por Caldelas de Tui (TM de Tui).

Estas atuações consistiram na demolição parcial de um azud no local de Souto de Arriba e a instalação de um dispositivo inovador de franqueio (escala transportable para peixes) desenvolvido pela Universidade de Santiago de Compostela sobre uma obra de passagem da estrada que une dito local com o balnear de Caldelas de Tui.

Mediante estes trabalhos recuperam-se (durante o período que vai permanecer a escala transportable no cauce) 1,8 km de cauce, desde a desembocadura do rio Caselas no Minho e a área recreativa de Arantei, para que os peixes possam realizar os seus movimentos  migratórios de forma natural.

Estas actuacións, encádranse dentro dá Actividade 1 “Mais mobilidade e accesibilidade não habitat fluvial”, Ação 3 de “Eliminação e permeabilización de obstáculos de canles fluviais” do proxecto.

Podes visualizar ou processo dá obra na seguinte ligazón: https://www.flickr.com/photos/organize/?start_tab=new_set