Por que POCTEP Migra Miño-Minho?

Por que POCTEP Migra Miño-Minho?

Graças à execução deste projeto POCTEP poder-se-á melhorar a proteção e conservação do habitat fluvial da cuenca do rio Miño no trecho internacional através da implementação de atuações de melhoria do estado de conservação das espécies de peixes migradores presentes no Baixo Miño e as suas afluentes tributários.

O âmbito de atuação compreende desde o trecho trecho internacional do rio Miño desde a sua desembocadura até o embalse de Frieira (Ourense) incluindo os rios tributários de Portugal e Galiza, onde em dito trecho. encontram-se os Espaços Rede Natura incluídos: ZEC Baixo Miño (É1140007), ZEC Rio Tea (É1140006) e Rio Miño (PTCON0019).

Este articula-se baixo 5 eixos:

  1. Mais mobilidade e acessibilidade no habitat fluvial
  2. Mitigación de pressões
  3. Reforço e melhoria da as populações de peixes migradores
  4. Avaliação do impacto das atuações
  5. Divulgação, sensibilização e impacto social

O projeto pretende dar resposta às demandas político-sociais de proteger e melhorar o estado dos recursos naturais, mediante a conservação de um dos componentes finque mais ameaçados, as espécies de peixes migradores, o que contribuirá à preservação e valorização das atividades pesqueiras tradicionais, bem como ao desenvolvimento socioeconómico sustentável do território transfronteiriço ao responder às necessidades práticas das atividades comerciais com a pesca, o turismo ou o setor energético.