O DXPN liberta 3.500 alevins de salmão no rio Tea

O DXPN liberta 3.500 alevins de salmão no rio Tea

Em 24 de Abril, a Dirección Xeral de Patrimonio Natural (DXPN) libertou 3.500 alevins de salmão no rio Tea, na freguesia de Fillaboa, da exploração piscícola de Carballedo (Pontevedra).

Devido à situação excepcional em que nos encontramos actualmente, estes smolts seriam inicialmente transferidos para o Comando Naval de Tui para celebrar o Dia Mundial do Salmão juntamente com os parceiros do projecto Migra Miño-Minho supervisionado pelas autoridades navais de Portugal e Espanha (Capitania de Oporto de Caminha e Comandancia Naval del Miño) como tem sido feito em anos anteriores.

Esta actividade é financiada com fundos FEDER europeus e com um orçamento de 2,1 milhões de euros, com o objectivo de melhorar a conservação do salmão do Atlântico na secção internacional do Minho.